sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

A População no Conesul

POPULAÇÃO DO CONESUL

Os países do Conesul conviveram com crescimento demográfico acelerado desde a colonização, através de processos de crescimento artificial por imigração, até o final da década de 1980, a partir da década seguinte, grosso modo, todos os países passaram a ter decréscimo no ingresso de pessoas a sua população.

A população economicamente ativa se distribuía de maneira irregular, dependendo do nível de industrialização e de comércio e serviços de cada país, sendo que a maioria dos países mantinha grande contingente nos setores agropecuários.

As taxas de natalidade e mortalidade eram altas nos países subdesenvolvidos do Conesul como a Bolívia e o Paraguai e relativamente baixas naqueles em desenvolvimento e industrializados, como Brasil, Chile Uruguai e Argentina.

A população economicamente ativa no Conesul estava espraiada aproximadamente da seguinte maneira:

País: Setor Primário, Secundário e Terciário
Argentina 11%,29% e 60%
Brasil 22%,24% e 54%
Chile 12%,28% e 62%
Fonte: L’ Etat Du Monde 2000, adaptado e atualizado.

Nenhum comentário:

MSN

Indicador de Status

ESTATÍSTICA