quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

1ª SÉRIE: DINÂMICA DA NATUREZA: AULA 11

O EFEITO ESTUFA




O efeito estufa é um fenômeno natural, causado pela presença de gases na atmosfera (sobretudo o carbônico), que provocam o aquecimento gradual do planeta que funcionam como redoma, retendo na Terra o calor das radiações infravermelhas emitidas pelo Sol e mantendo a temperatura média em torno de 16ºC.

O AQUECIMENTO GLOBAL

O aquecimento global é um fenômeno climático de larga extensão - um aumento da temperatura média superficial global que vem acontecendo nos últimos 150 anos e da concentração de gases à base de carbono na atmosfera provocado pela queima de combustíveis fósseis, como carvão e derivados de petróleo. Entre as conseqüências está a elevação exagerada da temperatura do ar que modificaria o regime dos ventos e aumentaria a evaporação da água, criando mais nuvens e chuvas, a possibilidade de chuvas intensas em áreas desérticas e falta de água em regiões férteis, o aumento do nível dos oceanos devido ao derretimento das calotas de gelo polares.

A elevação de apenas 1ºC na temperatura global reduziria a quantidade de trigo e arroz colhidos no planeta (principais alimentos mundiais), milhões de pessoas poderão morrer de fome, se a temperatura média da Terra aumentar 4ºC, o nível geral dos mares subiria cerca de 5 metros, as áreas insulares e cidades litorâneas desapareceriam debaixo da água. O Protocolo de Kioto visa a redução da emissão de gases causadores do efeito-estufa. A principal evidência do aquecimento global vem das medidas de temperatura de estações meteorológicas em todo o globo desde 1860.

EL NIÑO, EL VIEJO E LA NIÑA




El Niño (O Menino): é uma alteração de curta duração (12 à 18 meses) na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, com efeitos no clima, que modifica um sistema de flutuação das temperaturas daquele oceano chamado Oscilação Sul (OSEN), reconhecido por pescadores da costa oeste da América do Sul, observando baixas capturas, associadas à ocorrência de temperaturas mais altas que o normal no mar, no fim do ano – daí a designação “O Menino”, referindo-se ao “Menino Jesus” e ao Natal.

Sem a existência do fenômeno El Niño, os ventos alísios sopram na direção oeste através do Oceano Pacífico tropical, originando um excesso de água no Pacífico ocidental, mais alto nas costas da Indonésia que no Equador, provocando a ressurgência de águas profundas, mais frias e cheias de nutrientes na costa oeste da América do Sul, promovendo a pescaria no Chile e Peru.

Quando acontece um El Niño, em intervalos de 2 a 7 anos, com uma média de 3-4 anos, ocorrem: ventos soprando com menos força no Oceano Pacífico, diminuindo a ressurgência de águas profundas, acumulando água quente na costa oeste da América do Sul o que diminui as populações de peixe; alteração do clima em todo o Pacífico equatorial, massas de ar quentes e úmidas acompanham a água mais quente, provocando chuvas excepcionais na costa oeste da América do Sul e secas na Indonésia e Austrália; inverno mais quente que a média nos estados centrais dos Estados Unidos, enquanto que nos do sul há mais chuva, estados do noroeste do Pacífico têm um inverno mais seco, verões quentes na Europa e secas na África.

La Niña é o fenômeno inverso, caracterizado por temperaturas anormalmente frias, também no fim do ano, na região equatorial do Oceano Pacífico, muitas vezes seguindo-se a um El Niño. Também já foi denominado como “El Viejo” ou “Anti-El Niño”.

A CAMADA DE OZÔNIO E O BURACO NA CAMADA DE OZÔNIO




Situada na estratosfera, com 15 km de espessura, é uma camada de gás (ozônio, gás rarefeito formado por três átomos de oxigênio), funciona como um filtro que protege a Terra da radiação ultravioleta do Sol. Sua diminuição permite que a radiação chegue a Terra provocando principalmente câncer de pele e doenças oculares, como a catarata. O buraco na camada de ozônio sobre o continente antártico já atinge cerca de 10 milhões de km².

O cloro, nos compostos de clorofluorcarbonetos (CFC) é o principal poluente responsável pela redução da camada de ozônio. O Protocolo de Montreal e a Organização das Nações Unidas (ONU) determinam o fim gradativo da produção de CFC até o ano 2010.

CHUVA ÁCIDA




É a precipitação ácida que ocorre sobre as cidades. Com o desenvolvimento e avanço industrial, os problemas inerentes às chuvas ácidas se tornam cada vez mais sérios.

Os cientistas descobriram que a poluição do ar causada pela combustão de combustíveis fósseis é a maior causa da chuva ácida. Os componentes principais da poluição do ar que provocam a chuva ácida são dióxidos de enxofre (SO2) e óxidos nítricos que reagem com a água, oxigênio e oxidantes, formando uma solução de ácido nítrico e sulfúrico.

A chuva ácida é retida pelas nuvens e pode viajar até 500 km por dia, dependendo da direção e força do vento, altera a composição química do solo, provoca envenenamento de lagos, rios, fauna e flora, atingindo a cadeia alimentar, é também responsável pela corrosão de metais, rochas e edifícios.

INVERSÃO TÉRMICA




É um fenômeno meteorológico que ocorre principalmente em metrópoles e centros urbanos. Normalmente, o Sol aquece o solo e o calor retido irradia-se, aquecendo as camadas mais baixas da atmosfera, que ficam menos densas e sobem, formando correntes de convecção do ar. Os poluentes sobem e se dispersam nas camadas mais altas.

Mas quando duas massas de ar diferentes, ar quente passa sobre o ar frio, ficando acima dele, forma-se uma capa que não deixa que os gases poluentes e tóxicos passem para as camadas mais altas, criando uma névoa tóxica sobre a cidade. Ocorrendo nos dias frios do inverno, com frentes frias. Quando há deslocamento horizontal dos ventos, a camada de ar frio é carregada e o ar quente desce, acabando com a inversão térmica.

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA




Varia de acordo com a densidade populacional, com o desenvolvimento industrial, com a estrutura social e econômica, com a situação geográfica, etc. Os poluentes - indústrias metalúrgicas e químicas, transporte, poeira e outros compostos, afetam a vegetação e o clima local, causando efeitos adversos à saúde da população. Os veículos automotores alteram o ambiente, emitindo hidrocarbonetos não queimados, monóxido de carbono e compostos de chumbo.

EXERCÍCIOS (RESPONDA NO CADERNO):

1. O que é e quais são as características do (a):
a) Efeito estufa?
b) Aquecimento global?
c) Protocolo de Kioto?
d) El Nino?
e) La Niña?
f) Camada de Ozônio?
g) Buraco na camada de ozônio?
h) Chuva ácida?
i) Inversão térmica?
j) Quais são as causas da poluição na atmosfera?

Nenhum comentário:

MSN

Indicador de Status

ESTATÍSTICA