terça-feira, 12 de abril de 2011

Segurança já! Ou virão mais tragédias,

Bem antes do que eu esperava, já começaram os malucos de plantão a seguir o exemplo do demente do massacre de Realengo. Já aconteceram tentativas de incidentes como esse em uma escola de Bangu no dia 11, e em Goiânia e Campos no dia anterior. Na página do seu Orkut, que a Google rapidamente tirou do ar, há a menção de que ele faria o que fez, dando a entender que haveria algo como o massacre de Columbine. Os demais dementes que conversavam com ele via Orkut e mantinham essa chama da maldade acesa deveriam ser observados bem de perto pelas autoridades policiais.





Um erro comum que estamos todos nós cometendo é voltarmos às nossas rotinas. Voltar a vidinha simples e calma será deixar as costas vulneráveis para novos ataques desse tipo. Outro erro é a divulgação do conteúdo das cartas desse débil em rede nacional. Nessas cartas há escondido códigos que farão disparar na mente dos demais ‘loucos’, como ele, mensagens dormentes de novos ataques. Em quase todos os países onde ocorreram fatos assim, tempos depois notou-se que repetiam-se essas atitudes. Nos Estados Unidos, após o massacre de Columbine, pipocaram outros doze mais.







A secretária de educação, em recente entrevista, disse que não transformará as nossas escolas em bunkers. Que a escola é lugar de convívio da sociedade e deve ser aberta. Como forma de mostrar coragem isso foi uma bela propaganda. Porém, a garantia de que esse fato lamentável não se repetirá ninguém deu. Perguntaria pra secretária, para o prefeito e para o governador se seus filhos e netos estudaram ou estudam em escolas abertas.

Na retórica tudo é muito bonito. As vezes chego a me emocionar com o que eles dizem. Só não choro mesmo porque sei que os filhos e netos dessa gente estudam nos São Bentos, verdadeiro mosteiro inacessível, nos Israelitas, nos Santo Agostinhos, nos Santos Ignácios e nos Colégios Americanos da vida. coitadinhos, não é? Escolas simplesinhas e sem nenhum guarda na porta. Tremendamente vulneráveis para os ataques destes pirados de plantão que já leram na cartinha daquele infeliz as ordens para fazer mais atrocidades.



O que custa para a prefeitura colocar dois guardas municipais em cada escolas? Pensando de maneira prática nem precisaria mexer em muitas coisas. Bastaria realocar os guardas que ficar fingindo que estão tomando conta do trânsito e aqueles que, não estão fingindo, enchem os camelôs de porrada quase todo dia e colocá-los nas escolas. Eu no lugar do prefeito colocaria um casal. Uma guarda e um guarda. Isso seria ótimo até mesmo como influência positiva para as crianças que precisam de exemplos de profissões que num futuro bem próximo poderão exercer.



Eu devo viver em outro mundo. E esse mundo deve ser cheio de maldade. Minha mente deve ser poluída demais, pois vejo o mal por todo lado. No meu mundo, qualquer um compra arma da mão de qualquer imbecil. No meu mundo tem gente capaz de qualquer maldade, mas parece que no da secretaria, do prefeito e do governador não.



Penso dessa maneira: se um louco que não tem nada a perder na vida fez uma tremenda cagada e, apesar de ter morrido ou se matado, ficou famoso no mundo todo, aparecendo na CNN, NHK, Fox-News, etc. quem garante que outros doidos varridos, sem nada a perder não pegarão suas cruzes e seguirão o seu messias?



Governador, prefeito, secretária... por favor, olhai por nós pobres mortais.

Mortais mesmo.

Nenhum comentário:

MSN

Indicador de Status

ESTATÍSTICA