segunda-feira, 2 de novembro de 2009

O CONE SUL: DESILUSÕES POLÍTICAS

Períodos Eleitorais – O Perigo do Populismo


Entra ano, sai ano e a ladainha é sempre a mesma: Quem será o vencedor das eleições e quais serão seus planos para a continuidade dos acordos assinados entre os quatro países membros e os associados? Sabemos do perigo de frentes populistas em todos esses países, algumas são tão reacionárias que causam pânico nos mercados financeiros e acabam por atrapalhar a vida econômica desses países de economia dependente de capital externo, a própria estabilidade conseguida por alguns governos liberais também está sendo posta à prova, por ser atrelada aos altos juros e dependente do capital externo volátil, essa estabilidade não se sustenta por si, o que causa uma certa desconfiança e desesperança de parcela considerável nesses países.

Há ainda os países que pretendem dolarizar sua economia, a princípio pode parecer uma idéia bestial, mas que na verdade não funcionou tão bem assim, algumas ilhotas com poucos habitantes conseguiram ser bem sucedidas com a dolarização, mas para países grandes em extensão territorial, como México, Brasil e Argentina a coisa se complica, também pela estrutura econômica diversificada, o que dificultaria muito a obediência a apenas um Banco Central controlador desta economia de maneira remota. Outro entrave seria a impossibilidade deste governo lançar moedas (o bom da coisa seria o controle da inflação, por não se lançar moeda em circulação), pois somente o Federal Bank pode fabricar notas de dólar, se algum banqueiro ‘chiquito’ sul americano o fizer é sem dúvida crime de falsificação.

Nenhum comentário:

MSN

Indicador de Status

ESTATÍSTICA