terça-feira, 11 de agosto de 2009

A GRIPE SUÍNA: VERDADES E MENTIRAS

GRIPE SUÍNA, O QUE ESTÃO TENTANDO ESCONDER?

Durante todo este tempo tentei não entrar neste assunto, que é o problema da moda. Não sou especialista nas áreas médicas e biológicas. Porém em se tratando de endemias, epidemias e etc. sou bastante capacitado para falar, pois a minha área estuda esta matéria quando falamos em demografia. Mas, de tanto ouvir e ver especialistas falando baboseira resolvi romper meu silêncio auto-imposto.

Na verdade a quantidade de casos era omitida nos países do Hemisfério Norte, muito disso por medo de causar pandemônio, o que é natural... sem a ironia de um trocadilho, era melhor uma pandemia do que um pandemônio! Mas como não relatavam os casos de maneira ideal, o que houve foi um disparate nos números de mortes, uma vez que era impossível não colocar nos atestados de óbitos que a causa morte era pela doença.

Até tentaram colocar a culpa em outras doenças, todavia, mais casos de pneumonia iriam tornar insuportável para a OMS um acréscimo nesta doença em países onde ela mata pouco. Caso colocassem a culpa das mortes em doenças relacionadas ao HIV, isso demonstraria a falta de controle dos países ricos e remediados numa questão que eles praticamente já controlaram, pois a AIDS seria para eles como a diabetes e a pressão alta, uma síndrome e não mais uma doença.

O que passaram a fazer a partir disso? Passaram a notificar os casos de gripe como a de uma nova modalidade, totalmente desconhecida, o que sabemos que não é verdade, porque a maioria dos cientistas já sabiam da proximidade desta mutação, e notificaram os caso suspeitos como comprovados para que, com isso, diminuíssem a letalidade da doença, para não causar comoção social. Isso aconteceu na maioria dos países do Norte, quando a doença bateu aqui debaixo do Equador, o expediente foi copiado, tudo como já houvera acontecido em termos de trato dos governos com seus cidadãos.

Além de demonstrar canalhice e mau caratismo, também notamos a tão falada falta de criatividade e o copismo barato, que sempre assolou os países do nosso continente. Argentina e Chile viram disparar os casos de gripe suína e as mortes por ela causada. O nosso governo, como sempre, esperou uma marolinha, quando na verdade um tsunami se aproximava a todo vapor. Sendo que, cantavam aos quatro ventos que estávamos preparados e que tínhamos como enfrentar esta crise.

De uma coisa devemos dar louvores aos nossos governantes, a coisa seria pior não fosse a experiência de guerra com a dengue, e suas ‘tendas dos milagres’, e as UPAs, que funcionam meia boca o ano todo, mas quebram um galho em tempos de crise e os telefones disponibilizados a população (mas uma cópia do que foi feito lá fora).

Não dá pra se calar em relação ao que ocorre, de cada três casos que sabemos, pelo menos dois estão sendo omitidos. Conheço quem trabalha nas áreas de saúde e em aeroportos, e todos são unânimes, tem mais caroço neste angu, do que sonha nossa vã sabedoria.

Nenhum comentário:

MSN

Indicador de Status

ESTATÍSTICA