sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A FALTA DE LIDERANÇA E A ‘NOVA’ CRISE

Ultimamente vivemos sempre afetados por rumores de crises sistêmicas do Capitalismo. De fato, o Capitalismo moderno é bem mais suscetível à crises do que os que o sucederam.



Em 1929, houve o Crash da Bolsa de Nova Iorque, que acabou contaminando todo o mundo em questão de meses. Hoje, a contaminação ocorre em tempo real. Além do mais, com o aperfeiçoamento da Globalização da economia e dos aportes de capitais voláteis de um lado para o outro acaba facilitando todo tipo de especulação, o que invariavelmente leva às crises.



O que mais preocupa nesse momento não é a crise em si, e sim a falta de lideranças positivas no mundo atual. Antes havia um John Maynard Keynes e um Roosevelt, nos Estados Unidos, além de vários outros espalhados pelo mundo, como Getúlio Vargas no Brasil, que apesar de populista foi essencial na formatação do capitalismo tupiniquim.

Barack Obama mostrou-se fraco em relação aos assuntos internacionais. E pusilânime quanto nos internos. Pelo fato de não se impor perante o Congresso americano, acabou fortalecendo a oposição e muitos nos Estados Unidos já aventam com a possível volta da era Bush, o que nos dá verdadeira ânsia de vômito.



Na Europa ocorre o mesmo, Angela Merkel também não tem total controle do seu partido, muito menos da política alemã. O Reino Unido às voltas com todo tipo de ingerências, sem líderes que possam fazer algo de positivo. A França vive o dilema dos imigrantes necessários, além da carga horária de trabalho reduzida, o que engessa o país. Itália com o câncer chamado Mussolinni, opa, Berlusconni. São muitas más lideranças, ou liderança nenhuma.



Creio que os Estados Unidos não quebrarão, não ainda. Também estou convencido que a União Europeia sobreviverá a sua maior provação desde a inauguração. E o Brasil, bem, o Brasil tem mais com que se preocupar. A crise aqui não é financeira. É moral!

Um comentário:

Newton Almeida disse...

Perfeito Meu Guru ! O maior desafio brasileiro é a Unidade Ética, um acordo de toda a sociedade na construção do comportamento respeitoso às leis. A Dilma está começando a tocar no assunto. Se o Castro Alves escreveu seus maravilhosos poemas clamando pela Libertação dos Escravos, o Betinho liderou o Brasil no Combate à Fome, Chico Mendes mostrou a todos o idealismo social/ambiental : agora precisamos de uma liderança pela Unidade Ética ! E vejo que a Dilma deverá ocupar esse espaço !
Muito bom o seu texto ! Parabéns Professor !
Newton Almeida MEIO AMBIENTE RIO DE JANEIRO
http://limpezariomeriti.blogspot.com

MSN

Indicador de Status

ESTATÍSTICA